domingo, abril 4

Origem das coisas

Comments
 
Sonha Marcelino!

Pegando um gancho no post da Lu, em aluzão ao dia da mentira, onde ela nos fez lembrar de utopias, sonhos, mentiras e etc., me deu vontade de comentar a expressão "Sonha Marcelino!" que deixei lá como comentário.

O uso da expressão "Sonha Marcelino" se aplica sempre que alguém faz projetos utópicos, de difícil realização, devaneios mesmo. Então poderá ouvir ao fundo um sonoro "Sooonha Marcelino!". E para explicar seu uso é impossível não lembrar da linda história de origem espanhola que se perpetuou em nossos corações através do cinema e que não tem nada a ver com mentiras, mas com sonhos.

A frase tornou-se famosa após o sucesso do fime espanhol Marcellino pan y vino, que estreou em 1955, baseado no livro de mesmo nome de autoria de José María Sánchez Silva, escrito em 1952. O "Sonha Marcelino!" aparecia logo no início da música tema do filme.

Letra original "Marcelino pan y vino"

Sueña, sueña Marcelino (sonha, sonha Marcelino)
que ya empieza alborear
doce frailes cuidan tu vida
guardan tu alma contra el mal
Marcelino, Marcelino
ya llegó tu despertar.

Marcelino, Marcelino
con jabón te has de lavar
come, come mucho
como Fray Papilla
come la tortilla y come mucho pan.

Que bien suenan las campanas
si las toca el niño y Fray Talán
tilín talán.

Dos y dos son cuatro
cuatro y dos son ocho
ocho y ochoÂ…veinte
que barbaridad.

Reza, reza Marcelino
que un buen niño debe orar.

O filme, apesar de antiguinho, é muito bom. Não espere nenhuma maravilha de Spilberg, é preto e branco, mas vale a pena dar uma olhada, ou ler o livro se preferir. A sintese do filme é mais ou menos o seguinte:

"Marcelino Pão e Vinho", conta a história de um pequeno órfão que causa milagre. Quando bebê foi deixado na porta de um mosteiro e criado pelos monges. Marcelino é muito bem cuidado pelos monges, mas sempre sentiu falta de amigos e principalmente de ter uma mãe. Brincava muito por todas as dependências do mosteiro, mas subir no sótão era proibido. Um dia Marcelino não resiste e em sua ida ao sótão encontra um amigo especial. Uma imagem de Jesus pendurado em uma cruz. Passa então a levar diariamente pão e vinho para o amigo. Um amigo que retribuiu a bondade de Marcelino lhe concedendo um desejo do fundo de seu coração.


É meio contra-senso se usar de sarcasmo com a expressão, por que na verdade o sonho de Marcelino se realizou. Portanto, não deixe de sonhar. O milagre pode acontecer! E não deixe de conhecer esta história.