terça-feira, dezembro 29

Quando 2010 chegar...

 

Quando era criança , ouvia minha avó dizer que o mundo acabaria no ano 2000. Lembro de acreditar piamente nisso, pensava que pena que eu morreria antes da hora, o que mais me apavorava era pensar como isso aconteceria, tinha pensamentos terríveis.

A medida que o tempo foi passando, com o conhecimento, o medo foi diminuindo e claro ... o mundo não acabou. O reveillon do ano 2000, foi de longe o melhor da minha vida, passei na praia, junto com minha familia, numa alegria que só vendo, pena que minha avó não viveu para ver esse dia.

E essa semana me dei conta que já se vai quase uma década e o mundo não acabou. Tenho preferencia pelos anos com terminação zero, talvez porque nasci num ano assim, mas esses sempre foram anos felizes, cheios de boas lembranças.



Considero o reveillon a festa mais importante do ano, depois de um ano inteiro de trabalho, quando chega Dezembro estamos esgotados , a impressão que tenho é que o ano é como uma ampulheta, só que no lugar de areia ela está cheia de energia, que vamos gastando ao longo do ano, e quando o ano acaba a ampulheta é virada, e o ciclo recomeça.

Por mais cansativo que tenha sido o seu ano, quando começa o novo ano você se sente renovado, cheio de disposição para encarar a vida.

Que o ano de 2010 seja especial para cada um de nós, que consigamos realizar se não todos , alguns dos nossos desejos, e que não percamos a capacidade de sonhar e acreditar que tudo vai dar certo , que dias melhores virão. Sempre.

Agradeço a todos que passaram por aqui, e que em 2010 continuemos essa parceria.

FELIZ ANO NOVO

Video de uma, das lindas músicas, da parceria de dois compositores fantásticos: Geraldo Azevedo, Fausto Nilo.



Leia +...
terça-feira, dezembro 22

Mensagem de Natal

 
Foto: LIPECONRADO

Natal é um evento tão corriqueiro, tão badalado, recorrente, mas ainda assim parece ser um assunto bastante difícil de se comentar. Quero dizer, escrever a respeito. Isto por que, em princípio, para se escrever um bom texto é preciso que se tenha uma idéia inédita, ou que, pelo menos, se diga algo novo.
Como falar algo novo sobre o Natal? Comemora-se o Natal há séculos (desde o século IV); como falar algo novo sobre um assunto assim, tão conhecido, tão importante, quase universal?
Talvez esse bloqueio ocorra por que é difícil fugir aos estereótipos natalinos culturais, capitalistas e religiosos, já tão misturados e já tão enraizados. Ceia de natal, árvore de natal, peru, missa do galo. Peraí! Mas quem vai pra panela não é o peru?... deixa pra lá! Voltando às festas de Natal: amigo oculto (que chatice), presentes, Papai Noel - você já o viu? Tá por aí... nos shoppings pegando criancinhas - pousando para fotos.
Gente! E o dono da festa? Alguém se lembrou Dele? A gente quase esquece o tema da festa! O nascimento de Jesus e com ele a esperança de salvação de todas as almas através do amor ao próximo. Mesmo que não esteja provado que Ele nasceu nesta data é isto que se comemora, pelo menos em toda a cultura ocidental de base cristã.
Por outro lado, talvez seja difícil escrever sobre o Natal, por ser tão desigual a concepção de Natal de cada um. Para muitos um Natal feliz seria tão simples como ter um pedaço de pão e água para a ceia ou ver a sua enfermidade curada, para outros tantos o grande feliz natal que eles esperam talvez seja um pouco de paz, para alguns um natal feliz seria viajar e fugir de todos os estereótipos capitalistas.
Enfim, não tem muito como fazer diferente. Quer dizer, até tem. Difícil é romper com tudo isso e fazer um o Natal diferente. No entanto, é importante fazer com que o Natal seja um momento de reflexão, de reencontros, de fraternidade, de solidariedade e de paz. Fazer o que estiver ao seu alcance para tornar o Natal do outro um momento feliz. Anular-se um pouco para poder conhecer melhor o outro. Mesmo que você não compartilhe desta cultura ocidental (consumista), aproveite o tempo para vivenciar o amor em todas as suas facetas, assim o seu Natal poderá não ser o melhor natal do mundo, mas será, a seu modo, um Natal feliz .
Depois das festas a gente escreve nos blogs, posta fotos, conta as últimas fofocas, as gafes, os porres, os presentes, etc. Mas, infelizmente, desse chavão não poderei me furtar:

Um Graaaaaande Feliz Natal pra todos!

*
&&&&&&&&&&&&&&
Leia +...
quarta-feira, dezembro 16

Férias à vista!

 
ou a prazo, o negócio é viajar! E voltar!


Dezembro, festas de fim de ano, Réveillon outra vez. Graças a Deus! A temporada de férias está aí de novo. Nesta época, para quem planeja viajar, as dúvidas são muitas! Se formos pela conversa das crianças elas querem ir logo para Disney, Orlando, Beto Carrero ou coisa desse preço. Mas nestas horas quem manda é o orçamento, ou será que não!

Conhecer novos destinos ou voltar àqueles lugares que já conhecemos e que adoramos é uma dúvida que sempre nos acomete. Vendo registros das ultimas viagens, revemos fotos de lugares que nos encantaram pelas praias maravilhosas, como Natal, no Rio Grande do Norte; outros pela diversidade de fauna e flora como o Pantanal ou a Amazônia; mas muitos outros lugares nos pegaram pela boca, igual peixe, são os casos do litoral capixaba ( ah, que moqueca!) ou da culinária mineira, muito convidativa. São tantas boas recordações que acabamos voltando ao mesmo lugar em que fomos nas férias passadas.

No entanto às vezes alguns lugares nos encantam e não é por nenhum dos motivos citados anteriormente. Por exemplo, sem planejar muito você volta e meia aparece lá na sua terra natal, vai ao lugar onde passou alguns anos longe da família estudando, ao lugar onde conheceu o primeiro amor, ou a um lugar onde trabalhou por algum tempo. Em alguns casos mais específicos, ansiará por voltar a um lugar dos mais remotos, simplesmente porque nas ultimas férias você conheceu alguém lá que lhe cativou. Seu coração pede para voltar. Neste caso o orçamento não será um tirano, e a paisagem, a culinária, a fauna... Ah! Nem tinha olhos para isso. Além do prazer de voltar, há alguém que terá prazer em lhe ver.
.
Enfim, são muitos os motivos que nos levam a Roma; quem tem boca vai a qualquer lugar. Difícil é administrar bem o tempo, lidar com a ansiedade.

Para estes casos, curtam Nando Reis.



Aproveitem!
Leia +...
segunda-feira, dezembro 14

Campanha dos correios para o Natal

 

Estive no blog Lẽoes e Cordeiros da Beth Cruz, em que ela chama a atenção para a campanha de natal dos correios.

As cartas enviadas para o Papai Noel são abertas e na medida do possível são atendidos os pedidos das crianças.

Qualquer pessoa pode ir a uma agencia , ler as cartinhas e escolher uma ou mais para presentear.

Depois que comprar o presente é só entregar numa agencia do correio.

Se quiser a pessoa pode comprar um presente qualquer que os funcionários se encarregam de fazer a doação.

Tem pedidos de todos os tipos que vão de comida , a emprego para os pais, e claro brinquedos.


Divulgue essa idéia entre seus amigos, faça feliz uma criança nesse Natal!
Leia +...
sábado, dezembro 12

O olfato e a escolha do parceiro ideal

Comments
 



Resolvi escrever esse texto após ver uma reportagem sobre a importancia do cheiro na escolha de um parceiro.

Quando você se interessa por alguém o primeiro sentido acionado é o olhar, os outros vem depois... mas hoje vamos falar do olfato, que funciona como uma GPS na hora de escolher um parceiro e explica algumas paixões acontecerem no primeiro encontro.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Paraná, que foi realizada em Curitiba com 180 participantes, eles passaram uma semana usando um sachê, e o que aparentemente não seria agradavel, pois ali estaria contido o suor de uma semana inteira, ao ser inalado algumas pessoas gostavam do cheiro, para a surpresa dos mesmos.


A justificativa para isso está diretamente ligada aos nossos genes, a resposta está no dna em particular uma região chamada MHC, que são atraidos por MHC diferentes, garantindo uma maior diversidade genética para os descendentes , para que tenham maior chance de sobrevivencia.


Segundo a pesquisa mesmo que você use sabontes , cremes, perfumes, o nosso GPS é capaz de detectar um cheiro compatível conosco. E achando esse cheiro a chance de surgir uma paixão é grande.

Claro que esse é apenas um dos fatores que contam na hora da conquista, mas que ele é poderoso é. E nós que acreditamos ser racionais, quando não resistimos ao cheiro de uma pessoa e não entendemos o por que . Na verdade o que nos move é puramente instinto, o nosso lado animal.


Quem não ouviu falar que certa pessoa não tem olfato tem faro... sou uma dessas pessoas, sinto o cheiro das pessoas e muitas vezes as reconheço por eles, como meus filhos, isso é bom e é ruim, porque você sente os cheiros bons antes dos outros mas os cheiros ruins também são potencializados e é preciso muito treino para não sofrer com isso.

Um exemplo disso é que ao entrar num onibus pela manha posso sentir o cheiro de pasta de dentes, baton com cheiro de frutas, aquela pessoa que não tomou banho, ou alguém com cheiro de bebida e por ai vai. Agora quando encontro um cheiro que me agrada, sou praticamente enfeitiçada e é preciso muito treino para não sucumbir, a diferença é que pessoas como eu sabem exatamente o que as atrai, enquanto a maioria nem desconfia.


E você tem bom olfato ? Já se sentiu atraído(a) pelo cheiro de alguém ? Até que ponto isso lhe afeta?

Deixe sua opinião .


Desejo a todos um bom fim de semana.

Veja a matéria

Leia +...
quarta-feira, dezembro 9

Filosofando 2

 
Lincoln Memorial - Washington DC

Dando asas às loucuras do post anterior saí por aí perambulando pelas estradas do mundo WWW investigando a respeito dessas questões pós-morte e descobri que alguém já andou pensando no assunto, com outro foco, mas nessa linha de piração...

A Facebook vai garantir a vida eterna! Pelo menos dos perfis de usuários de sua rede social.

A empresa criou, desde outubro, uma espécie de Memorial onde os perfis dos falecidos permanecem guardados para livre acesso de seus amigos de rede (os vivos, é vedado o acesso de fantasmas).

Neste caso não se trata exatamente de preocupação com a falência do blog ou perfil, mas com a morte (real) de seu titular, o que é mais sério, mas que, da mesma forma, acarretaria a morte da página igualmente. Antes dessa medida da empresa os perfis de usuários falecidos eram retirados da rede.

A revista Time de 28/10/09 publicou uma matéria onde Max Kelly, diretor de segurança da Facebook, afirma através de seu blog (26 de outubro) o seguinte: “Quando alguém nos deixa, não sai de nossas memórias ou de nossa rede social. Para reproduzir essa realidade, criamos a idéia dos perfis em Memoriais, um lugar onde as pessoas podem guardar e compartilhar suas memórias dos que se foram”. ( matéria completa)

Pelo menos no mundo virtual a “vida” após a morte já é uma realidade (ou uma virtualidade). Embora os perfis não permitam atualizações, os amigos poderão acessar e deixar mensagens. Mas isso não é automatizado. Os familiares precisam preencher um formulário solicitando o Memorial e comprovando o óbito do usuário, claro!

Agora aqui pra nós, do mundo real, americano adora um Memorial! Quem já esteve em Washington com certeza sabe do que estou falando. Você não consegue andar cem metros sem tropeçar num desses Memoriais. É uma espécie de mausoléu/museu, super luxuoso - não sei de onde tiraram a idéia de que falecido gosta de mármores e granitos - lá existem estátuas, fotos, homenagens e toda informação sobre o falecido famoso. Tem o Lincoln Memorial, o Roosevelt Memorial, o Washington Memorial, o Jefferson Memorial; é um para cada praça ou parque.

Na virtualidade não podia ser diferente! Agora todo pobre mortal da Facebook terá um Memorial (embora virtual). Coisas de americano...

Photo-Illustration by TIME staff
Leia +...
sábado, dezembro 5

Filosofando, blogando, pirando

 


Outra vez vejo-me filosofando acerca de coisas do outro mundo, quer dizer, coisas virtuais: coisa de doido.


Preocupa-me a incerteza do amanhã na blogosfera, do “post-mortem” virtual na verdade. O que será do meu blog quando ele fechar as portas, quando ele morrer? São tantas dúvidas! Será que alguém sabe as respostas!? Afinal nenhum blog falido voltou para se explicar. Nem eu gostaria de dar de cara com um fantasma virtual por aí. Não saberia o que comentar.


Como blogueiro fiz muitos amigos, viajei, dei o meu recado. Vivi outra vida; aprendi muito. Vi muitos blogs surgirem e outros tantos acabarem. Agora, me intrigam algumas questões: E quando meu blog acabar? Que será feito das minhas linhas órfãs e linhas viúvas? E os comentários “post-mortem” quem os responderá?



São muitas as perguntas e tão poucas as respostas! O patrimônio, cultural ou não, produzido pelo morto, enquanto vivo, a quem pertencerá? Um blog em estado terminal pode fazer doação de órgãos? Quero dizer, meus selos, minhas fotos, meus vídeos, posso doá-los antes de bater as portas?



Atualmente são tantas as invenções na WWW life, como e-mail, Messenger, Orkut, Secondlife, Facebook, Blog, Tweeter, etc., que alguma coisa acaba ficando esquecida num canto e morrendo de inanição. Você já se perguntou para onde vai um blog morto? O que mais me preocupa nisso tudo é a idéia de vagar pela rede mundial sem um lugar para o descanso eterno. Ai Jesus! Tem salvação? Que loucura!


Dizem os paranormais da blogosfera, ou os anormais, que é mais ou menos assim: se o falecido foi um bloguinho comportado, bonzinho, mas que cumpriu a sua missão, vai flutuar por uma banda larga 3G maravilhosa por toda a eternidade; por outro lado se foi um blog mausão, medíocre, vai amargar os tormentos de uma rede discada, jurássica, caindo a todo instante e carregando nas costas seus posts. Que inferno!


Portanto, se seu blog está esquecido, largado às traças, com os dias contados, pense nisso. Dê uma injeção de ânimo nele. Enquanto não se resolvem essas questões é melhor mantê-lo respirando...


Imagens disponíveis em Alltheweb .
A todos uma ótima semana!

Psiu! Não esqueça... de atualizar... seu blo...
Leia +...
terça-feira, dezembro 1

O Reencontro

Comments
 
Não podemos falar muito de nossas experiências de vida, senão acabamos nos entregando e logo todos estão sabendo a idade que temos, não é mesmo? Sabe aquela expressãozinha: “Ah, no meu tempo era assim, no meu tempo era assado, quando eu era...” Pois é... Se você está preocupado em admitir a idade que tem nunca pronuncie estas pérolas.
Como se não bastasse, já inventaram um aparelhinho que encantou até os mais primitivos habitantes da nossa terra. Ele é cruel. O famoso espelho. Você deve ter um por perto. Mas não olhe agora. Você pode estar ficando velho!
No entanto existem outras formas mais agradáveis de constatarmos que o tempo está passando e que naturalmente nos fazem ver a triste realidade. Quando menos se espera, estamos diante da nossa própria estória, ou correndo atrás dela. Recentemente tive o prazer de reencontrar amigos do tempo de colégio. Turma de ginásio, primeiro grau ou como se diz hoje ensino fundamental. Era o ciclo de sexta a oitava série, hoje seria sétimo ao nono ano. Olha só! Até os termos da educação envelhecem! Foi o maior barato, foi dez, legal, mara! Enfim, não sei qual é a gíria que está em voga hoje, mas foi tudo isso aí. Ah, e serviu para constatarmos que, pasmem, envelhecemos!

Graças às facilidades de internet conseguimos reunir um bom número de ex-alunos da Escola de 1º Grau Hermínio Barroso. Não muitos, mas o bastante para reconstruirmos um pedaço gostoso da nossa história. Lembramos os apelidos, as manias, as brincadeiras e os namoricos de cada um (flertes). Recordamos muitas coisas bacanas que fizemos juntos e lamentei as coisas boas que deixei de fazer também (um monte de broto e eu não pegava ninguém). Não tinha Internet, pelo menos não ao nosso alcance. A gente mandava recadinhos pela melhor amiga, escrevia mensagens no caderno, jogava aviãozinho ou rabiscava versos no diário dela.
É muito bom rever amigos que não vemos há tanto tempo e perceber que, de alguma forma, ainda lembram-se de você, embora seja depois de algum esforço e estranhamento diante de seus cabelos grisalhos. As meninas, de cara vê-se que são todas usuárias de tintura de cabelo. Viciadas no cheiro da amônia! Dentre todos, alguns vigilantes do peso, outros inimigos da balança. Aquela que em outros tempos desejei tanto e que me fazia tremer dentro do vulcabrás, estava lá, diante dos meus olhos. Incrível! Agora, dentro de um Nike, eu não tremia mais (certamente não tem nada a ver com a marca, mas foi uma dura constatação). O tempo passou e nem nos demos conta.
Mas nada disso importa muito! A graça está em perceber, com uma certa facilidade, que dentro de cada um deles ainda existe um pouco do moleque ou da moleca que foram um dia. E é isso que nos faz reconhecer neles as mesmas pessoas.
Oh Chronos cruel!
Adorei revê-los!
Garçon, a conta!


“A arte de envelhecer está em encontrar o prazer que cada idade proporciona”
(Cícero, 44 a. C.)
Leia +...
sexta-feira, novembro 27

Energia positiva, fé...

Comments
 

Ela foi entrando na igreja do Nosso Senhor do Bonfim , em Salvador, não estava preparada para o que sentiria a seguir, uma energia que a fez arrepiar os pelos do seu corpo, nunca tinha entrado em uma igreja e sentido essa energia tão forte.

Já tinha se emocionado com belas igrejas, até arrepiado com tamanha beleza, mas nunca tinha sentido uma energia tão poderosa e ficou a pensar como essa energia se acumulou de tal forma que era quase palpável.

Será que todos que ali entravam sentiam ?

Já tinha experimentado a sensação antes em shows, certa vez assistiu a um show em um ginásio lotado e passou o tempo inteiro sentindo a energia fluir no ambiente, uma energia muito boa.

Mas nem sempre a energia que as pessoas emanam são boas, quem não chegou perto de alguém e até se sente mal, tão forte é a energia negativa que é liberada, quando isso acontecia ela costumava se manter o mais longe possível, pois se ficasse pertinho da pessoa sentia até dor de cabeça.

Mas em compensação tem pessoas que irradiam energia positiva, que você se sente atraída e muitas vezes nem sabe o porque.

Sentou num banco da igreja quase vazia e ficou observando os poucos fieis, todos de joelho , algumas mulheres com véus na cabeça, em comum a concentração em suas orações. Lembrou da frase " A fé remove montanhas", e teve a certeza que a fé é um instrumento poderoso, como uma grande descarga elétrica, poderosa, e teve a certeza que era uma pessoa de fé.

Cheia dessa energia. levantou do banco e saiu da igreja, lá fora o sol brilhava majestoso, tudo lhe parecia mais bonito, estava renovada, precisava beber dessa fonte com mais frequencia.


Desejo a todos um bom fim de semana, cheio de energia positiva
Leia +...
domingo, novembro 15

De Agatha Christie a Martha Medeiros

Comments
 
Desde que me entendo por gente que gosto de ler. Sempre li de tudo um pouco.

Várias pessoas lembram de mim pela minha paixão adolescente por Agatha Christie, não lembro como a conheci mas me encantei com seus personagens , Hercule Poirot, Miss Marple , só para ilustrar. Com o passar do tempo fui me interessando por outros autores, sempre gostei muito de cronicas e foi por causa delas que cheguei a Martha Medeiros, quem vem aqui com frequencia já leu várias de suas cronicas . Gosto do que ela escreve.

Mas porque eu estou falando disso? Remexendo nos meus livros encontrei um livro que ganhei num dia muito especial, com uma dedicatória que confirma o que falei.

A dedicatória diz o seguinte:
Lúcia;
Hoje, o dia nacional do livro, me faz lembrar grandes autores; "grandes autores" me lembra Agatha Christie, porque Agatha Christie me faz lembrar você.





Faz tempo que não leio Agatha Christie, mas ela foi fundamental para consolidar minha paixão pela leitura.

Lendo, você faz viagens fantásticas, adquire conhecimento e coloca seu cerébro para trabalhar.

Quantas vezes me vi percorrendo cenários fantásticos, vivendo amores impossíveis, desvendando mistérios. Existem personagens fascinantes, que nos transportam por lugares e sensações que na vida real dificilmente conheceríamos ou vivenciaríamos.

E vocês gostam de ler, tiveram ou tem paixão por algum autor?

algumas cronicas da Martha publicadas aqui.

Grande África
Encoxada
Fim de Semana
A dor que dói mais
A Alegria na Tristeza

Desejo a todos uma semana produtiva
Leia +...
domingo, novembro 8

Nas asas dos sonhadores

Comments
 

Monumento a Bartolomeu de Gusmão, Santos - SP

Acredito que toda criança sonha muito; acordada, quero dizer. Fazer planos mirabolantes, sonhar ter super poderes. Como ser invisível ou voar, por exemplo. Já teve estes sonhos “malucos”?

Quando criança pequena, lá em deus-me-livre, eu sonhava poder voar. Mas não ficava só no sonhar não! Eu vivia rabiscando projetos de um avião. Quando adolescente, planejava construí-lo e sair por esse mundão voando, pousando aqui e ali, conhecendo novos lugares, novas pessoas. Muitas vezes deitava no campo à noite para observar as estrelas. Aí eu sonhava mais alto; ficava imaginando viajar entre elas.

Devorava livros como os de Julio Verne, as Viagens de Gulliver, qualquer ficção espacial e principalmente tudo que falasse sobre Santos Dumont, “Le petit Santos”. Ele era meu ídolo. Enfim, o sonho de voar mobilizava minhas horas de laser. De vez em quando construía modelos em papel ou madeira e testava-os. Fazia pipas super diferentes, algumas gigantescas. Ainda bem que nunca me joguei do telhado agarrado a nenhuma delas!

Fazer uma geringonça de papel, tecido ou madeira não seria difícil, mas meus projetos começaram a sair do mundo dos sonhos e foram aos poucos caindo na realidade. Isto quando me dei conta de que um avião precisaria de um motor. Aquilo que tracionaria meu avião para o alto e avante passa a ser o que levaria meus sonhos para trás. Faria com que eles aterrissassem sem mesmo ter decolado. O motor seria o divisor de águas entre o sonho e a realidade.

No entanto motor que movia minha criatividade continuava lá, a todo vapor. Continua até hoje, tirando-me da inércia de vez em quando. Não exatamente para voar pelos céus, mas para viajar por mundos diversos, como o da literatura por exemplo.

Porém, se um avião precisaria de um motor, meu sonho acabava ali. Pobre criança pobre! Aluno de escola pública, família grande. Bom, o resto vocês já imaginam.

Com o tempo este sonhador que lhes fala um dia veio a ser militar da Aeronáutica. Voou um bocado por esse mundo. O avião não era nenhuma geringonça feita em casa, mas estava realizado o sonho de voar. Embora eu deva isso a outras crianças sonhadoras, que diferentemente de mim puderam levar seus sonhos às últimas instâncias.

Você deve estar se perguntando a onde quero chegar com este texto, que não promete nenhum clímax. Pois é. Na verdade eu gostaria de tê-lo escrito no dia 23 de outubro, que foi o dia do aviador. Singela homenagem a Santos Dumont.

É minha pequena homenagem aqueles que, muito antes que eu ao menos tivesse nascido, já haviam sonhado por nós. E nesse rol de sonhadores, deixando de lado os mitos como o de Ícaro e Dédalo, muitos homens, inclusive muitos brasileiros, dedicaram suas vidas a pesquisas e ensaios arriscados para fazer o homem tirar o pé do chão.

Santos Dumont não foi o único. Já no século XVII, o padre voador, Bartolomeu de Gusmão (1685 – 1724) que nasceu em Santos – SP, com apenas 20 anos fazia suas experiências com a aerostação, balões de ar quente (1708), diante da Corte Portuguesa. Júlio César (1843 – 1887), paraense, fez experiências com o Aeróstato dirigível sem motor; teve problemas financeiros para manter as pesquisas e seu projeto acabou sendo plagiado na França. É considerado por muitos o verdadeiro inventor do dirigível. Augusto Severo (1864 – 1902), potiguar, contemporâneo de Santos Dumont, mártir da Tecnologia Aeronáutica, faleceu em 1902, em Paris durante testes com seu dirigível Pax.

Finalmente, em 23 de outubro de 1906, direto do campo de Bagatelli, em Paris, o brasileirinho, Santos, que também sonhava voar como um pássaro, fez o homem finalmente tirar o pé do chão, definitivamente.

Agora eu posso me deter em outros sonhos; de preferência um sonho que eu possa levar até o fim!


“São os sonhos que movem a humanidade”


Leia +...
terça-feira, novembro 3

Arte de Rua

Comments
 









Vejam mais
Leia +...
sexta-feira, outubro 30

Oktoberfest em Guaramiranga

Comments
 

Já falei de Guaramiranga(Ce) em outro post, releia

Guaramiranga irá sediar de 30 de Outubro a 1º de Novembro, pela primeira vez uma festa da cerveja, inspirada na tradicional festa alemã. O evento acontecerá no Sitio Guaramiranga, em uma área de nove mil metros quadrados, que engloba o Parque da Cerveja; o Pesqueiro Guaramiranga; o Restaurante Manjericão; o Parque das Trilhas; as pousadas, Chalé do Tutuca e Chalé do Arnoldo Studart; e o Hotel Escola, do Senac. estão esperando em torno de 16 mil visitantes.


Durante o evento um restaurante especializado em comida alemã, se encarregará das comidas típicas.

Competições como a volta da caneca:
Na 1ª Volta da Caneca, os participantes deverão percorrer dois quilômetros com uma caneca cheia de chope, evitando derramar a bebida. A competição será dividida nas categorias Fantasia, Masculino e Feminina. Os primeiros lugares no masculino e feminino receberão 30 chopes de 500ml, cada, e quem apresentar a melhor fantasia receberá como prêmio 60 chopes de 500ml.

Mostra Coletiva Temática de Artes Plásticas, sob a curadoria do artista plástico Zé Tarcísio, que acontecerá no Hotel Escola do Senac, e contará com a participação dos artistas Fernando França, Kazane, Totonho Laprovitera e Vando Figueiredo.

O evento é realizado em vários países. A primeira Oktoberfest foi realizada em 1810, em Munique (Alemanha), para comemorar o casamento do então príncipe herdeiro Luis (mais tarde Luis I da Baviera), com a princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen. O grande sucesso fez com que outra festa fosse marcada para Outubro do ano seguinte, e assim começou a tradição. Ainda hoje, a festa de Munique acontece no parque Theresienwiese, batizado em homenagem à noiva. No Brasil, o festival foi realizado pela primeira vez em 1976 em Itapiranga (SC). Mas hoje, a Oktoberfest de Blumenau também em Santa Catarina,é a maior e mais conhecida festa alemã do Brasil.

Programação:

SEXTA-FEIRA, 30 DE OUTUBRO
8h às 17h - Programação do Pesqueiro Guaramiranga
9h - Palestra sobre Educação Ambiental, promovida pela Semace
9h às 17h - Programação do Parque das Trilhas - Atividades de aventura e trilhas ecológicas
18h - Abertura do Parque da Cerveja
18h30min - Exibição de vídeos no telão
19h30min - DJ Marquinhos - Projeto Farra na Casa Alheia (CE)
20h - Abertura Oficial - Cerimonial de Abertura
20h30min - Banda Fritz Marsch (CE)
21h30min - Dona Zefinha (CE)
23h - Banda Cavalinho Branco (SC)

SÁBADO, 31 DE OUTUBRO
8h às 17h - Programação do Pesqueiro Guaramiranga
9h - Momento Carbono Zero - Entrega de mudas pela Semace à Prefeitura de Guaramiranga
9h às 17h - Programação do Parque das Trilhas - Atividades de aventura e trilhas ecológicas
Programação do Parque da Cerveja
16h30in às 17h30min - 1ª Corrida da Cerveja
18h - Abertura do espaço
18h30min - Exibição de vídeos no telão
19h30min - DJ Marquinhos - Projeto Farra na Casa Alheia (CE)
20h - Banda Fritz Marsch (CE)
21h - Groovytown (CE)
22h - Falcão (CE)
0h - Banda Cavalinho Branco (SC)

DOMINGO, 1 DE NOVEMBRO
Programação integrada
8h às 17h - Programação do Pesqueiro Guaramiranga
9h - Oficina de papel reciclado para o público infantil com a coordenação da Semace
9h às 17h - Programação do Parque das Trilhas - Atividades de aventura e trilhas ecológicas
16h às 17h30min - Desfile com carros alegóricos (Centro de Guaramiranga)
Programação do Parque da Cerveja
18h - Abertura do espaço
18h30min - Exibição de vídeos no telão
19h30min - DJ Marquinhos - Projeto Farra na Casa Alheia (CE)
20h30min - Banda Fritz Marsch (CE)
22h - Banda Cavalinho Branco (SC)
23h30min - Ítalo & Renno (CE

Para saber mais


Desejo a todos um bom fim de semana e aproveitem bem o feriado


Photobucket
Leia +...
segunda-feira, outubro 26

Diet, light,transgenico, organico hidroponico....

Comments
 

Dei uma passada rápida no supermercado para fazer umas comprinhas básicas:

Aproveitando que hoje é dia de oferta de frutas e verduras.

Minha lista:

Melancia, tomate, maçã, banana, cebola, cheiro verde( coentro), alface,

Manteiga, leite, pão.

arroz.

Uma rápida olhada e começa o dilema, você compra o tomate na promoção, ou o organico pelos olhos da cara , ainda por cima é feio, o alface comum, crespo , americano, hidroponico...

Leite, desnatado, semi-desnatado, integral, de saco ,em pó, de caixinha?

Ainda tem que saber o que é light, diet, transgenico, gordura trans, edulcorante, emulsificantes, isso só para citar alguns... a lista é enorme.

E o pão, ah! o pão, dá para enlouquecer qualquer um, o frances, integral, de aveia ,centeio , italiano, com ervas, com passas, pão de mel, saudades do tempo em que comprava o pão na mercearia da esquina, o leite na vacaria (ainda vinha quentinho, margarina é relativamente nova, a gente comia era manteiga comprada em latas, ou em pequenos mercados embrulhados em papel manteiga.

Ah! se você pensa que eu nasci no interior , não... isso acontecia na cidade.

Muitas vezes como alguma coisa que há tempos não comia e me parece que não tem o mesmo sabor, não sei se o sabor dos alimentos realmente mudaram, ou se o meu paladar é que mudou.

E vocês tem essa mesma sensação?

Vejam o que o Millôr Fernandes escreveu sobre esse assunto:

"Vocês que têm mais de 15 anos, se lembram quando a gente comprava leite em garrafa, na leiteria da esquina? (...)

Mas vocês não se lembram de nada, pô! Vai ver nem sabem o que é vaca. Nem o que é leite.

Estou falando isso porque agora mesmo peguei um pacote de leite - leite em pacote, imagina, Tereza! - na porta dos fundos e estava escrito que é pasterizado, ou pasteurizado, sei lá, tem vitamina, é garantido pela embromatologia, foi enriquecido e o escambau.

Será que isso é mesmo leite? No dicionário diz que leite é outra coisa: 'Líquido branco, contendo água, proteína. açúcar e sais minerais'. Um alimento pra ninguém botar defeito. O ser humano o usa há mais de 5000 anos. É o único alimento só alimento. A carne serve pro animal andar, a fruta serve pra fazer outra fruta, o ovo serve pra fazer outra galinha [...] O leite é só leite. Ou toma ou bota fora.

Esse aqui examinando bem, é só pra botar fora. Tem chumbo, tem benzina, tem mais água do que leite, tem serragem, sou capaz de jurar que nem vaca tem por trás desse negócio.

Depois o pessoal ainda acha estranho que os meninos não gostem de leite. Mas, como não gostam? Não gostam como? Nunca tomaram! Múúúúúúú!"


Desejo a todos uma semana produtiva!

Photobucket

Leia +...
quinta-feira, outubro 22

Grande África

Comments
 

Martha Medeiros

"Você lembra quando a sua mãe dizia pra você baixar o volume da eletrola? Você ria na cara da coroa. É três-em-um. mãe. Três-em-um! Pois hoje quem chama o som de três-em-um merece ser empalhado e doado pra um museu de história natural, e quem chama a mãe de coroa também. Nada revela mais a nossa idade do que o vocabulário. Um amigo meu chegou a fazer uma lista de expressões que foram vencidas pelo tempo, mas meu maior fornecedor era Paulo Francis, que em suas cronicas usava e abusava de termos datados da década de 60. As cronicas de Nelson Rodrigues, tão bem adaptadas para a tevê, também fazem um retrato perfeito da época através da linguagem. Mas como muita gente não gosta nem de Francis, nem de Nelson Rodrigues, o jeito é fazer uma sessão nostalgia, você sabe onde: na casa da coroa.

É lá que voe ainda vai ouvir que sua calça de brim está imunda e que é preciso chamar um auto da praça para levá-la à rodoviária. Mas não ache muita graça. Se abrir o seu diário de adolescente ou reler as cartas que escrevia quando se achava a mais moderna dos mortais, vai encontrar um baú de expressões que, não fazia muito tempo, estavam na crista da onda.

"Querido diário. Ando meio jururu. Não fui convidada para o bota-fora da Penélope. Ah, grande África. A festa vai ser numa big de uma casa mas isso não quer dizer chongas. A Soninha me contou que vai todo mundo na maior estica e que o Rodrigo vai pegar a caranga do pai dele escondido. Credo, se ele for pego na tampinha vai levar o maior carão. Ou até uma sova. A turma acha que eu estou borocochô. Uma pinóia. Só quero sossegar o pito. Se me der na veneta, vou até lá para tirar um sarro, mas entrar na baia eu não entro, que eu não sou furona, e depois, lá só vai ter bocó. Os amigos da Penélope são todos uns bitolados, uns bodosos, não entendem patavina de nada. Eu seu por que a Penélope não me convidou. Ela é gamada no Sérgio, e ele está dando lance me mim. Outro dia foi me buscar na saída co colégio na maior beca e não deu a menor pelota para a Penélope. Aziras. Não tenho nada a ver com o peixe. Nem to para aquela desgranida."

Atire a primeira pedra quem nunca falou assim. Eu mesma me pego, até hoje, usando umas expressões antigas que continuo achando bacana. Mas reciclar é preciso. Sair por aí dizendo que o último filme do Scorsese é do arco é atestar total incompatibilidade com a mídia. Tome umas aulas com a MTV.

Portanto, gurizada medonha, não riam de suas avós, não riam de suas mães, de seus pais, de seus tios. Amanhã o vocabulário de vocês estará morto e enterrado e ainda assim vocês insistirão em dizer "zoar", que já vai ser total careta. Dizer que o cara está caidaço ou que a garota é uma naja vai fazer seus filhos rolarem de rir. Você vai contar como conheceu os pais deles? Que "ficou" com ele no Planeta Atântida? Eles vão ter um treco. Vão achar que vocês se conheceram no fundo de uma caverna, isso sim.

O vocabulário da hora (lembra "da hora"?) não resiste a mais de uma geração. Às vezes, nem a um único verão. Fazer o quê? Continuar tagarelando do jeito que se sabe, com as palavras que encontrar. Só não vale fechar a matraca."

cronica publicada no livro" Topless"
Leia +...
domingo, outubro 18

Não fui ao jardim de infancia

Comments
 

Para a comemoração do dia do professor vários blogs se juntaram e fizeram uma blogagem coletiva, todos falaram sobre esse profissional tão importante e tão pouco valorizado no nosso país.


Estive no blog Ponderantes do Valdeir e no caixa doJúnior lendo o que eles escreveram, e me transportei a minha infância e lembrei da minha primeira professora.


Diferente dos meus filhos que frequentaram o maternal, jardim da infância … fui alfabetizada por uma amiga da minha mãe que alfabetizou a mim, e um dos seus filhos ao mesmo tempo, nós estudávamos numa cartilha (cartilha do ABC) na sua casa. Enquanto fazia os seus afazeres domésticos nos ensinava, lembro com muita nitidez das aulas, tínhamos que aprender a ler e saber contas de somar e diminuir. No ano seguinte entramos no primeiro ano, e continuamos estudando até a 8ª série juntos.


Essa escola como vemos hoje, é recente, não sou especialista mas acho que surgiu da necessidade das mães terem um lugar seguro para deixarem seus filhos enquanto saiam para trabalhar, a prática mais comum na minha infância era entrar na alfabetização, quem não conseguia alguém para alfabetizar o seu filho. A maioria entrava mesmo era na 1ª série, como foi o meu caso, já sabendo ler, escrever o básico e fazendo contas de somar e diminuir.

O professor era respeitado, ninguém aumentava o tom de voz para ele. Existia uma hierarquia que era sagrada, o professor mandava, o aluno obedecia. Muito diferente da educação atual, e não faz muito tempo não.

Sempre gostei de ler, lia tudo o que passava por minhas mãos, mas nunca fui uma aluna aplicada, só era boa naquilo que me interessava o restante tirava nota o suficiente para passar, fiquei de recuperação muitas vezes, nunca reprovei, já o meu amigo era aluno aplicado, cedo foi estudar fora, casou , constituiu uma família.


Eu também casei, fui morar fora... mas ao longo dos anos a amizade entre nossas famílias perdurou, até hoje tenho o privilégio de usufruir da companhia de minha primeira professora , por quem tenho muito carinho.


E o meu primeiro colega de escola, por conta da tecnologia e apesar da distancia (km) entre nós, ficamos mais próximos nos últimos meses. Eu o convidei para que continuássemos a nossa parceria… já que ele tem gosto pela poesia , retomamos a nossa parceria de compartilhar letras, conhecimento, esse meu primeiro colega de escola é o Tony, meu companheiro aqui no Voz. Depois de tanto tempo nos reunimos para dividir conhecimento, somar experiências, e principalmente nos divertirmos e tentar passar um pouco do que sabemos e de quem somos para vocês.


Tenho vários amigos que são professores, tenho também primos, tios e até um cunhado professor. A esses profissionais só posso dizer muito obrigado, pois sem eles não estaria aqui escrevendo para vocês.


Vocês lembram da primeira professora? Qual foi o professor que mais marcou a sua trajetória estudantil?


Opine, dê sugestões, o que você gostaria de ler aqui ?


Um bom domingo e uma semana produtiva a todos.



Photobucket
Leia +...
quinta-feira, outubro 15

Kindle leitor digital de textos

Comments
 

imagem: Mike Elgan


Você ainda vai ter um.

Você já se sentiu angustiado por ter que se desfazer de seus livros , porque mudou de uma casa maior para uma menor, mudou de cidade, ou simplesmente porque separou e o patrimonio era dos dois e ele fez questão de levar aquela edição ricamente encadernada de Dom Quixote, de cervantes?

Quem não passou por uma situação desse tipo? Eu passei por todas e cada vez que tive que me desfazer de um dos meus livros, confesso , não foi fácil.


A Amazon, maior livraria do mundo está lançando no Brasil o Kindle, seu leitor de livros eletronicos, você vai poder carregar a sua biblioteca particular num aparelho que pesa 290 gramas e tem o tamanho de um gibi, com ferramentas como fazer buscas e anotações.Como isso é possivel? Você recebe os títulos ( mais de 200 mil), por uma rede 3G a (mesma usada no celular), não importa aonde você esteja. O preço ainda é salgado, cerca de R$ 1.000,00.


A novidade veio para ficar , pois tem uma tela diferente, não é como a tela do computador que cansa. Muitas pessoas não conseguem ler no computador, então num futuro próximo você ou vai ter um , ou vai conhecer alguém que tenha, e vai mudar totalmente a sua forma de adquirir conhecimento. Não ocupa espaço, cabe em qualquer lugar, vai com você aonde você for, não tem poeira , mofo, ácaros (para quem tem alergias é tudo de bom), e tem uma diversidade que pode ir do jornal da sua cidade a um clássico da literatura.


Já pensou você deixar para os seus netos , aquela obra linda com capa de couro com zíper da Bíblia, ou um exemplar de alguma obra literária de sua preferência, e que será tratada como uma relíquia.Lembrei de uma cena do filme a Máquina do Tempo , em que aparece uma biblioteca totalmente virtual.


Adoro meus livros, o papel impresso, o cheiro de livro novo, folhear uma revista, mas, confesso estou muito curiosa para ver um desses. Não acredito que o livro impresso deixe de existir, mas é uma revolução, isto é. Quem sabe não cativa leitores jovens no Brasil, essa geração acostumada a ficar diante da tela do computador tem uma grande chance de absorver bem essa nova maneira de ler.


Se você gostou do assunto e quer saber mais, afinal se você tem um iphone, iPod Touch, eles também se prestam a leitores de textos, o Kindle tem concorrentes a SONY tem o seu reader, veja aqui


Photobucket


Leia +...
segunda-feira, outubro 12

Coração é terra que ninguém vê

Comments
 
Cora Coralina

Quis ser um dia,
jardineira de um coração.
Sachei, mondei - nada colhi.
Nasceram espinhos e
nos espinhos me feri.


Quis ser um dia,
jardineira de um coração.
Cavei, plantei.
Na terra ingrata
nada criei.


Semeador da Parábola...
Lancei a boa semente
a gestos largos...
Aves do céu levaram.
Espinhos do chão cobriram.
O resto se perdeu
na terra dura
da ingratidão


Coração é terra que ninguém vê
- diz o ditado.
Plantei, reguei, nada deu, não.
Terra de lagedo, de pedregulho,
- teu coração.
Bati na porta de um coração.
Bati. Bati.
Nada escutei.
Casa vazia. Porta fechada,
foi que encontrei...



Casa de Cora - Goiás Velho

Há pessoas que desistem tão facilmente daquilo que gostam e muitas vezes o que o destino, a sorte ou Deus lhes reserva tem hora certa para acontecer, embora elas não saibam; ninguém sabe. Escrevo sobre Cora como exemplo da persistência de alguém que acreditava naquilo que professava, que mesmo contida em seu mundo continuou a expressar suas ideias. E um dia todo mundo ouviu a sua voz. É preciso continuar acreditando. É preciso continuar poetando.


Embora escrevendo contos e poesias desde os catorze anos, Cora só veio a publicar seu primeiro livro aos 76 anos de idade. E apesar de ser muito conhecida em Goiás a fama só lhe chegou aos noventa, quando suas obras chegaram até as mãos de Carlos Drummond de Andrade. Drummond ficou encantado com aquela poesia simples, brejeira, porém rica em experiência humana e lirismo.

Ana Lins de Guimarães Peixoto Bretas, mais tarde conhecida como Aninha da Ponte da Lapa, nasceu no estado de Goiás (Goiás Velho) em 1889. Em 25 de novembro de 1911 deixa Goiás indo morar no interior de São Paulo. Viveu fases difíceis da história política do país e que marcaram a sua própria história. Um de seus filhos participou da Revolução Constitucionalista de 1932. Voltou para Goiás em 1954, depois de 45 anos.

Tendo apenas instrução primária e sendo doceira de profissão, da doceira temos palavras doces, amadurecidas; da poetisa de coração, experiências de toda uma vida, contadas em versos simples de forma comunicativa e direta.

"(...) Admiro e amo você como a alguém que vive em estado de graça com a poesia. Seu livro é um encanto, seu lirismo tem a força e a delicadeza das coisas naturais (...)".
Carlos Drummond.

Publicou: Estórias da Casa Velha da Ponte, Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais, Os Meninos Verdes, Meu Livro de Cordel, O Tesouro da Velha Casa, Becos de Goiás (1977); e Vintém de cobre: meias confissões de Aninha (1983). Tragédia na Roça foi seu primeiro conto publicado.Troféu Juca Pato (1983), da União Brasileira de Escritores, que a elegeu a Intelectual do Ano.
Cora Coralina faleceu em Goiânia a 10 de abril de 1985.
***
Conheça melhor Cora, clique
Leia +...
sexta-feira, outubro 9

Dia da criança, Dia de leitura?

Comments
 
Disponível em Alltheweb.com

Segunda-feira, 12 de outubro, é dia de muitas festas. Feriadão, dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, Dia da Criança e agora, graças à iniciativa do Presidente Lula, temos mais motivos para festas, principalmente nas escolas, o Dia da leitura.

O nível de leitura do jovem brasileiro é reconhecidamente muito baixo, conforme se pôde verificar através de pesquisas recentes. Com tantas mídias disponíveis, de fácil acesso e mais “divertidas”, embora nem sempre construtivas, educativas, o jovem deixa de lado a leitura convencional, a de mídia impressa.

Que a leitura é pré-requisito para a formação plena do cidadão não restam dúvidas, mas não acredito que se possa promovê-la por decreto. Precisamos sim de ações concretas desde os primeiros anos de estudo, logo após o aluno ter adquirido a habilidade de leitura e em casa mesmo antes de ir para a escola (Já li muita estorinha na cama para as minhas crianças, quem faz isso hoje?).

Com o fim de incentivar essa atividade tão desprestigiada, o presidente Luis Inácio Lula da Silva sancionou, em 8 de janeiro de 2009,(alguém lembrou disso nas escolas?) lei instituindo o Dia da leitura e a Semana da leitura.


By Ziraldo (disponível em Alltheweb.com)

À primeira vista, uma excelente iniciativa. No entanto, a data, 12 de outubro, não me pareceu muito apropriada. Além de ser uma data com muitos eventos, você acha que a garotada vai ficar em casa em pleno feriadão para ler; como eles mesmos alardeiam “É ruim hein!”

A intenção é boa. Mas, cá prá nós, de “boas” intenções e de decretos nós estamos cheios. Acho que serão necessárias medidas mais práticas, elementares. Nós sabemos, por exemplo, que existem escolas públicas sem bibliotecas, sabemos também que daquelas que possuem, algumas não as disponibilizam para o aluno, isto por que não dispõem de profissionais para administrá-las ou não dispõem de projetos de atividades de leitura. Ainda, a grande maioria das bibliotecas da rede pública, que funcionam, o fazem a custa de ações voluntárias. Bibliotecário é elemento raro na rede.

Como resultado grande parte dos espaços reservados a bibliotecas acabam transformados em depósitos de livros e poeira. Várias bibliotecas foram fechadas em SP recentemente por falta de leitores ou de funcionários. No Distrito Federal, Segundo o último Censo Escolar de 2006, do total de 620 escolas que compõem a rede pública, ensino fundamental, apenas 75 possuem bibliotecas ou salas de leitura. No ensino médio, dos 77 colégios, apenas nove possuem estas instalações.


A estória do computador nas escolas, que pretendia substituir, anda mal das pernas, muitos computadores estão ainda encaixotados em muitas escolas. Isto por que computador não funciona sem infraestrutura, não funciona sem uma equipe de manutenção, rede local não funciona sem rede, sem técnicos. Da mesma forma que uma biblioteca não funciona sem livros, sem funcionários. E além do mais, bibliotecas criança não lê em computador, criança gosta de computador e internet para baixar vídeo, mp3, games e para chat.

Se dependia de Decreto, ele está aí, agora é ação, projetos concretos de leitura.
Bom final semana, boas leituras e Feliz dia da criança!
***
Leia +...
quarta-feira, outubro 7

O cartão vermelho vai para...

Comments
 

Seguindo o gesto do Senador Eduardo Suplicy, a brincadeira que a Beth Cruz editora do Blog Leões e Cordeiros, me convidou à participar, consiste em listar 10 pessoas ou atitudes que você julga serem merecedoras de um cartão vermelho. Feito isso, você deve indicar 5 blogueiros para continuar com a brincadeira.

Dando sequencia a brincadeira ...

1º - Para a especulação imobiliária, que em nome do lucro, acaba com áreas verdes, destrói tudo o que estiver no caminho.

2° - Para os fraudadores do Enem, que complicaram a vida de tantos estudantes.

3º - Para pessoas sem educação que jogam lixo nas ruas , furam filas...

4º - Para a carga tributária do Brasil que é uma das maiores do mundo.

5° - Para a negligencia na educação básica dos brasileiros.

6º - Para a saúde pública que agoniza.

7°- Para os governantes da minha cidade Fortaleza e do meu estado , pelo baixo IDH (Índice de desenvolvimento humano) e a péssima distribuição de renda per capita.

8° - Para os engarrafamentos nas grandes cidades, que atrapalham a vida de todos os cidadãos.

9° - Para as obras públicas , que só tem começo e ninguém sabe quando termina.

10° - Para a falta de segurança que faz com que as pessoas vivam como prisioneiros.

Repasso para :

Sopros de Lis
Fofocas de Marte
Mariquinha Maricota
Feminina e Plural
Só pensando


**********************************************





Recebi o selo Vale a pena ficar de olho nesse blog da Glória, Mariquinha Maricota e da Eva do Feminina e Plural

As regras são:

Exiba a imagem do selo que ganhou;
Publique o link do blog que indicou você;
Indique 10 blogs de sua preferência;
Publique as regras;
Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.

Repasso para:

1- Taxi Driver
2- Blog do Catarino
3- Curiosando
4- Flores & Pérolas
5- Lilika Forever
6- 1 Momento Só
7- Arte Ilumina a Vida
8- Invariavelmentevariavel
9- Jornal da Lua
10- Magui


Photobucket
Leia +...
domingo, outubro 4

Uma campanha do peito!

Comments
 
Vênus Afrodite Accovacciata
Heliogravura Anônima - 1936

Outubro rosa

O Rio Grande do Sul começa esta semana uma campanha vital para a saúde da mulher. Todo o mês de outubro será dedicado à campanha de conscientização sobre o câncer de mama. É o Outubro Rosa. O movimento é promovido pelo Instituto da Mama do Rio Grande do Sul.

Durante a campanha serão realizados muitos eventos em praças públicas e alguns monumentos e prédios da cidade terão iluminação cor-de-rosa. Será divulgada também a campanha da mamografia, que agora é lei.

O Nascimento de Venus (detalhe)
Sandro BOTTICELLI c. 1485 - Galeria Uffizi, Florença

A Lei 11.664/08, sancionada em 29 de abril de 2009, assegura o direito à realização de mamografia pelo SUS a todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade.

O objetivo maior do evento é alertar a sociedade para a dimensão do problema e chamar a atenção para a importância da detecção precoce da doença.

Vale a pena divulgar. Dê um alerta à sua amiga do peito. E, quanto aos homens: aproveitem a onda e lembrem-se das suas “partes” no problema!

Informações sobre o câncer:

Instituto Brasileiro de controle do câncer

Instituto Nacional de
Câncer


P.S: texto escrito por Tony
Leia +...
sexta-feira, outubro 2

Olimpíada de 2016 no Brasil

Comments
 


Parabéns Rio de Janeiro


A cidade do Rio de Janeiro está em festa . A cidade foi escolhida para sediar a 31ª olimpíada da era moderna.

O Rio de Janeiro concorreu com mais 3 cidades : Tóquio no Japão, Chicago nos EUA, Madri na Espanha. A primeira cidade a ser eliminada foi Chicago, em seguida Tóquio, restando Madri e Rio de Janeiro que foi a escolhida.

É a primeira vez que os jogos vão ser realizados na América do Sul.

O maior evento do esporte mundial, muda as cidades onde são realizados, uma grande obra de infra-estrutura é realizada para receber os jogos, vão desde a construção da Vila Olimpica onde ficam hospedadas as delegações e depois são ocupados pela população, como são realizadas várias obras como novas linhas de metro, melhorias dos transportes em geral, novos leitos, investimentos em segurança, sem contar as instalações para a realização dos jogos.

A realização dos jogos vai gerar empregos em vários setores, principalmente na construção civil.

O investimento para a formação de atletas em todo o país será incentivada, gerando beneficios para a população de um modo geral, cada quadra, centro esportivo que for criado visando formar atletas para a competição, depois da realização dos jogos ficarão para as comunidades, e quem sabe o Brasil não se torna uma grande potencia no esporte.

Ficaremos na torcida para que atletas não tenham mais que correr descalços, ou revezar um mesmo tenis surrado, como acontece hoje em várias cidades Brasil afora. Que esses atletas sejam adotados por empresas, para que possam mostrar todo o seu potencial. Que seja um novo tempo no esporte nacional.

Uma coisa é certa a Olimpíada será realizada numa das cidades, se não for a mais bonita do planeta!


Photobucket
Leia +...